Agora sob o luar
Vida
¤ 26-01-2005
 
Link-me
 

 
Música
 

Enya
Lothlorien
Shepherd Moons

 
 
 
Fale Comigo
Fale Comigo
eXTReMe Tracker
Divulgue o seu blog!
 
BlogBlogs
Quem Sou
 
A Idade: 47 anos
O Signo: (21/02)

A Cidade: Ribeirão Preto
Um Perfume: Bulgary
Um Filme: Encontro Marcado
Um Livro: Brumas de Avalon
Uma Música: Mercy Street - Peter Gabriel
Uma Bebida: Vinho seco
Um Lema: Não fazer aos outros o que não quero que façam para mim...
Uma lição: Sempre colhemos o que plantamos.
Posts Antigos
 
Veja os posts aqui
Blogs Amigos
 

EU...(DEUS MALUCÃO)

A boa esposa e Pensando Naquilo
Algo Diferente
As Beatas da Urca
Azedinho Doce

Blog Berona
Blog da Magui
Blog News
Bolsa de Mulher
Brincando Com Palavras

Café no Cafofo
Caldeirão do Mago
Cantinho da Donna
Caminho Livre
Caos
Chutanto o Bardi
Complexogel
Crepúsculo dos Deuses

Dagomir Marquezi
Decore Sua Alma
Davidson
Desassistidas
Devaneios by Ju
Diva Marquezi
Doce Vida

Engenics
Esculacho e Simpatia
Espelho da Alma

Falando com o Coração
Feitiço de Afrodite
Frog

Imagem Perspectiva
Ivan
Ivan Bento

Jardim em Flor
Just Fe

Labellaluna® Web
Labellaluna® Midis
Lápide
Loba, Corpus et Anima
Lua e Poemas

Magali
Marta Matos
Mary Help
Meu Mar Azul
Meus Momentos
Minha Vida em Pto e Bco
Mude
Mulher de Fases

Nas Esquinas da Farme
Néco
Nos Bares da Vida
Nossa Pele®
Notas de Um Velho Safado

O Meu Caminhar
O Diário da Sonia
O Fim da Várzea
O Tecladista
Os Caminhos de Hécate
Os Escolhidos
Ostra Nervosa

Páginas Viradas
Pétalas
|>Phoenix-Maktub<|
Poeblog
Poetrando
Prazeres Felinos
PsycoReal

Radar
Rafa
Rascunhos da Alma
Reflexões sobre a existência
Renatinha
RJ Turismo

Sabor Erótico
Samira
Segredos e Surpresas
Segredo Meu..Agora Teu
Seu Madruga é Rei
Soldier
Sonhando Acordada
Suellen

Team Penning-Paulo
Tempestades Neurais
Tio Cavanha!
The Who by Blogger
Too Much Cooffe

Versos & Corpos

 
Nota 10


























Comentaram
 
 
Vote
 

Avalie essa lua

Indique esse Luar

 
Visitando
 
Prêmios
 
 
 
 
 
 
Layout por Mim
 
 
 


Amor Incondicional

Hoje estou sentimental e romântica...(até parece que nunca estou...rs.), então resolvi escolher o tema Amor verdadeiro e incondicional.

O amor incondicional não cobra, dá sem querer absolutamente nada em troca. Quem ama dessa forma fica feliz com a felicidade do outro, mesmo que não seja ao seu lado.

É doar-se sempre para o ser amado e para o próximo, um amigo, um irmão, ou até um desconhecido, com alegria, como Chico Xavier ou Madre Thereza.

Será que algum dia nós, simples mortais, conseguiremos amar assim???

Um belo exemplo desse amor esta descrito neste texto de Paulo Coelho.

A Nuvem e a Duna



Uma jovem nuvem nasceu no meio de uma grande tempestade no Mar Mediterrâneo. Mas sequer teve tempo de crescer ali, um vento forte empurrou todas as nuvens em direção à África.

Assim que chegaram ao continente, o clima mudou: um sol generoso brilhava no céu, e embaixo se estendia a areia dourada do deserto do Saara.

O vento continuou empurrando as nuvens em direção às florestas do sul, já que no deserto quase não chove. Entretanto, assim como acontece com os jovens humanos, também acontece com as jovens nuvens: ela resolveu desgarrar-se dos seus pais e amigos, para conhecer o mundo.

 

- O que você está fazendo? - reclamou o vento. O deserto é todo igual! Volte para a formação, e vamos até o centro da África, onde existem montanhas e árvores deslumbrantes!

 

Mas a jovem nuvem, rebelde por natureza, não obedeceu; pouco a pouco, foi baixando de altitude, até conseguir planar em uma brisa suave, generosa, perto das areias douradas.

 

Depois de muito passear, reparou que uma das dunas estava sorrindo para ela. Viu que ela também era jovem, recém-formada pelo vento que acabara de passar. Na mesma hora, apaixonou-se por sua cabeleira dourada.

- Bom dia - disse ela. Como é viver aí embaixo?

 

- Tenho a companhia das outras dunas, do sol, do vento, e das caravanas que de vez em quando passam por aqui. Às vezes faz muito calor, mas dá para agüentar. E como é viver aí em cima?

 

- Também existe o vento e o sol, mas a vantagem é que posso passear pelo céu, e conhecer muita coisa.

 

- Para mim a vida é curta – disse a duna. Quando o vento retornar das florestas, irei desaparecer.

 

- E isso lhe entristece?

 

- Me dá a impressão que não sirvo para nada.

 

- Eu também sinto o mesmo. Assim que um novo vento passar, irei para o sul e me transformarei em chuva; entretanto, esse é meu destino.

 

A duna hesitou um pouco, mas terminou dizendo:

 

- Sabe, aqui no deserto nós chamamos a chuva de Paraíso.

 

- Eu não sabia que podia me transformar em algo tão importante – disse a nuvem, orgulhosa.

 

- Já escutei várias lendas contadas por velhas dunas. Elas dizem que, após a chuva, nós ficamos cobertas de ervas e de flores. Mas eu nunca saberei o que é isso, porque no deserto chove muito raramente.

 

Foi a vez da nuvem ficar hesitante. Mas logo em seguida, tornou a abrir seu largo sorriso:

 

- Se você quiser, eu posso lhe cobrir de chuva. Embora tenha acabado de chegar, estou apaixonada por você, e gostaria de ficar aqui para sempre.

 

- Quando lhe vi pela primeira vez no céu, também me enamorei – disse a duna.  Mas se você transformar sua linda cabeleira branca em chuva, terminará morrendo.

 

- O amor nunca morre. Ele se transforma – afirmou a nuvem. Quero muito mostrar-lhe o Paraíso...

 

Começou a acariciar a duna com pequenas gotas... E assim permaneceram juntas por muito tempo, até que um arco-íris apareceu.

No dia seguinte, a pequena duna estava coberta de flores. Outras nuvens que passavam em direção à África, achavam que ali estava parte da floresta que andavam buscando, e despejavam mais chuva.

Vinte anos depois, a duna havia se transformado num oásis, que refrescava os viajantes com a sombra de suas árvores.

 

Tudo porque, um dia, uma nuvem apaixonada não tivera medo de dar sua vida por causa do amor.

 

Paulo Coelho

 

Não amei incondicionalmente é lógico, mas amei com sinceridade e continuo amando... E é bom saber que ele está feliz sempre, porque foi bom e pra sempre será, mar, ave, rosa, mente, AMAR...



Enluarado por: Labellaluna® às 23:10

** **  *Leia o Blog News*


 

 
 


Ao Amigo

Vamos nós para o segundo post... Aiai... Rs.

Até que dei sorte, pois hoje é uma data especial para uma pessoa especial, então ficou mais fácil.

Hoje é aniversário de 1 ano de um dos blogs mais fantásticos e interessantes que conheci.

Por isso esse post será em homenagem ao autor dele, que é uma pessoa maravilhosa, um amigo sincero e que tem um talento fora do comum.

Essa mensagem vai para você Xis.

 

O que um Amigo pode:

 

 

Eu não posso acabar com todos os seus problemas, dúvidas ou medos,

mas eu posso ouvir você e juntos podemos procurar soluções.

 

Eu não posso apagar as mágoas e as dores do seu passado,

nem posso decidir qual será o seu futuro,

mas no presente eu posso estar com você se precisar de mim.

 

Eu não posso impedir que você leve tombos,

mas posso oferecer minha mão para você agarrar e levantar-se.

 

Suas alegrias, triunfos, sucessos e felicidades não me pertencem,

mas seus risos e sorrisos fazem parte dos meus maiores bens.

 

Não é de minha alçada tomar decisões por você,

nem posso julgar as decisões que você toma,

mas eu posso apoiar, encorajar e ajudar se me pedir.

 

Eu não posso traçar ou impor-lhe limites,

mas posso apontar-lhe caminhos alternativos, procurar com você medidas,

crescimento, formas de encontrar-se,

meios de ser você mesmo sem medo da rejeição.

 

Eu não posso salvar o seu coração de ser partido pela dor, pela mágoa, perda, ou tristeza,

mas posso chorar com você e ajudá-lo a juntar os pedaços.

 

Eu não posso dizer quem você é ou como deveria ser:

eu só posso amar você e ser sua Amiga!

 

Autoria: Silvia Schmidt

 

Feliz Aniversário Lápide e obrigada meu amigo Xis por tanta emoção, aventura e entretenimento.



Enluarado por: Labellaluna® às 00:08

** **  *Leia o Blog News*


 

 
 


O Início

Pois é... Para desespero de vocês, estou com um blog... rs.

Depois de muita insistência por parte de vários amigos, resolvi me aventurar por esse mundo.

Realmente não tinha intenção de virar blogueira, e talvez este cantinho nem dê certo, mas tentar não mata, pelo menos a mim que estou escrevendo, os leitores já não sei... rs.

Da mesma forma que a Lua tem suas fases, a vida e os seres humanos também as tem.

Tudo na natureza é feito de ciclos.

Não sou expert no assunto, mas sei que nossa vida é um ciclo... O amor é um ciclo... E este blog também.

Por isso não se espantem se esse cantinho não tiver muita lógica.

E pra começar gostaria de presenteá-los com uma história de amor, por muitos já conhecida, mas que vale a pena sempre ser lembrada.

                                  

O Sol e a Lua

Quando o Sol e a Lua se encontraram pela primeira vez, se apaixonaram perdidamente e a partir daí começaram a viver um grande amor.

Acontece que o mundo ainda não existia e no dia que Deus resolveu criá-lo, deu-lhes então o toque final... O brilho!

 

Ficou decidido também que o Sol iluminaria o dia e que a Lua iluminaria a noite, sendo assim, seriam obrigados a viverem separados.

 

Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram conhecimento de que nunca mais se encontrariam. A Lua foi ficando cada vez mais amargurada, mesmo com o brilho que Deus havia lhe dado, ela foi se tornando solitária. O Sol por sua vez havia ganhado um título de nobreza "ASTRO REI", mas isso também não o fez feliz.

 

Deus então os chamou e explicou-lhes: - Vocês não devem ficar tristes, ambos agora já possuem um brilho próprio.

 

Você Lua, iluminará as noites frias e quentes, encantará os enamorados e será diversas vezes motivo de poesias.

 

Quanto a você Sol, sustentará esse título porque será o mais importante dos astros, iluminará a terra durante o dia, fornecerá calor para o ser humano e a sua simples presença fará as pessoas mais felizes.

 

A Lua entristeceu-se muito com seu terrível destino e chorou dias a fio... Já o Sol ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia deixar-se abater, pois teria que dar-lhe forças e ajudá-la a aceitar o que havia sido decidido por Deus.

 

No entanto sua preocupação era tão grande que resolveu fazer um pedido a Ele:- Senhor; ajude a Lua, por favor, ela é mais frágil do que eu, não suportará a solidão... E Deus em sua imensa bondade criou então as estrelas para fazerem companhia a ela.

 

Lua sempre que está muito triste recorre às estrelas que fazem de tudo para consolá-la, mas quase sempre não conseguem. Hoje eles vivem assim. separados, o Sol finge que é feliz, a Lua não consegue esconder que é triste. O Sol ainda esquenta de paixão pela Lua e ela ainda vive na escuridão da saudade.

 

Dizem que a ordem de Deus era que a Lua deveria ser sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso... porque ela é mulher, e uma mulher tem fases. Quando feliz consegue ser cheia, mas quando infeliz é minguante e quando minguante nem sequer é possível ver o seu brilho.

 

Lua e Sol seguem seu destino, ele solitário, mas forte, ela acompanhada das estrelas, mas fraca. Humanos tentam a todo instante conquistá-la, como se isso fosse possível. Vez por outra alguns deles vão até ela e voltam sempre sozinhos, nenhum deles jamais conseguiu trazê-la até a terra, nenhum deles realmente conseguiu conquistá-la, por mais que achem que sim. Acontece que Deus decidiu que nenhum amor nesse mundo seria de todo impossível, nem mesmo o da Lua e do Sol... e foi aí então que ele criou o eclipse!

 

Hoje o Sol e a Lua vivem da espera desse instante, desses raros momentos que lhes foram concedidos e que custam tanto a acontecer. Quando você olhar para o céu a partir de agora e vir que o Sol encobriu a Lua é porque ele deitou-se sobre ela e começaram a se amar e é ao ato desse amor que se deu o nome de eclipse. Importante lembrar que o brilho do êxtase deles é tão grande que aconselha-se não olhar para o céu nesse momento, seus olhos podem cegar de ver tanto amor.

 

 



Enluarado por: Labellaluna® às 14:46

** **  *Leia o Blog News*


 


  Layout exclusivo - Labellaluna® Web